segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Dicionário da Moda

Olá meninas,
como passaram o fim de semana? :)

Como qualquer outra profissão, a moda também tem sua própria linguagem. Se essa não é a sua área de atuação, mas você gosta de estar sempre por dentro desses assuntos, esse dicionário vai te deixar mais antenada nas expressões mais ouvidas da estação.


BOYSH: Do inglês boy. O estilo se define pelas peças femininas com inspiração nas roupas masculinas. O colete, as calças, os blazers Boyfriend, os sapatos Oxford são referências para esse visual.


CROPPED: Se refere a comprimentos encurtados, não só para os bottons (parte de baixo). Valem também para jaquetas blusas e coletes. O importante é passar a tesoura nas barras e minimizar os comprimentos.

DELAVÉ: Esse é o nome dado para uma lavagem com alvejando químico. Onde o tecido sofre um clareamento e fica com visual estonado.

GEEK CHIC: Geek é uma gíria inglesa que define os nerds. Na moda esse tema se traduz num visual de caretice desleixada. Faz-se através da mistura de roupas antiguinhas de brechó, com as atuais. O item indispensável do estilo são os óculos grandes com armações pretas.



GIRLIE: Do inglês girl. Define um estilo menininha, bem feminino. Peça com laços, babados, fitinhas, rendinhas, são chaves do visual.

HI-LO: Abreviação de high & low (alto e baixo). Termo que define a mistura de peças sofisticadas com outras mais simples, como, por exemplo, bolsa Chanel usada com vestido da Hering.



IT GIRL: A menina que serve de referência para as outras. É uma musa inspiradora, a garota do momento.

JET SETTER: Expressão usada para definir pessoas com alto poder aquisitivo e disponibilidade para viajar freqüentemente de avião, principalmente em jatinhos particulares.

KILT: Saias pregueadas e arrematadas com fivelas ou grandes alfinetes. Feitas de lã e de diversos xadrezes, elas eram características de trajes masculinos na Escócia. Os homens escoceses usavam a peça com os desenhos para representar o clã (família, casta ou tribo) ao qual pertenciam.

LADYLIKE: Com inspiração na década de 50, esse estilo tem como base a mulher-mãe, ultra feminina e elegante. A peça chave desse estilo são as saias amplas e acinturadas.



LIBERTY: Criada pela marca inglesa Liberty of London no final do século 19, é uma estampa que remete ao movimento art nouveau, com motivos de flores bem pequenas, em geral sobre um fundo de cor neutra, como bege e cinza.

MIX AND MATCH: Esse é o nome dado para a mistura de tecidos e estampas. Vale misturar seda com jeans e couro, estampas étnicas (de animais), com listras e grafismo.

NAVY: Palavra inglesa para designar uma das três Forças Armadas, a Marinha. No universo da moda, refere-se às peças inspiradas no náutico. Listras, em vermelho, azul-marinho e branco, e aplicação de aviamentos, como cordas, correntes e botões dourados, são as características mais associadas ao estilo.

OXFORD: Este é o nome de um calçado fechado e de amarrar, no qual a parte de trás e a gáspea são mais altos que as laterais. O primeiro modelo surgiu na Inglaterra, no ano de 1640 e foi muito usado pelos estudantes de Oxford, daí o nome. Tradicionalmente masculino, hoje ele ganha versões femininas e está nos pés das mais antenadas.

PREPPY: Abreviação do termo ‘Preparatory School’, escolas tradicionais dos bens nascidos na Inglaterra. O termo é então usado para designar um estilo que mistura roupas clássicas ao uniformes escolares desses colégios conservadores. Itens indispensáveis nesse estilo são: cardigans xadrezes com padronagens argyle, saias com pregas e meias 7/8.



SHOEHOLIC: É a garota viciada em sapatos.

STYLIST: Termo em inglês que define o profissional que cuida da imagem de um desfile, fotos de catálogo ou editorial de moda. Ele participa da escolha dos modelos da edição das roupas e dos acessórios que serão usados, além da maquiagem.

VINTAGE: Termo inglês usado para designar a safra de um vinho. Na moda, é a apropriação de uma roupa ou acessório do passado no repertório atual.



WILD: Termo utilizado para designar um estilo selvagem, seja mais étnico ou safári, com tons ocres e modelos utilitários. Acessórios com ossos, penas e palhas são sempre presentes nesse estilo.

WISH LIST: Lista de desejo. Expressão usada para definir as peças, acessórios e objetos que estão na fila para serem adquiridos em breve.

10 comentários:

Ariadne disse...

O post esta fantastico,para quem ama a moda e esta sempre a par das tendencias,o vocabulario tem de ser trendy!!
Bjs,boa semana.

Carolina Cunha disse...

Nossa adorei querida!
Aprendi um montão aqui! heheh
Valeu!
bjos

Gil disse...

Ótima idéia fazer esse post sobre o Dicionário da Moda!!!
Tirei muitas dúvidas, Amei!!!

Beijos,

Gil

Miscelâneas disse...

Oi lindona! sdd daqui ...
amei o post...ótimo pra quem ainda nao se encontrou nessa mania tosca de ficar denominando tdo no ingles hahahaha!
bjos

Rosi Tonaco disse...

Sensacional esse post, Roberta!!
Adorei!
bjks

Yuki disse...

Adorei o post!!
Beijos!!

http://blogfashion4fun.blogspot.com/

Feeling what the other feels disse...

Adorei Roberta, tudo muito lindo. Eu gosto das jaquetas e calças encurtadas e laços, babados, tudo bem romantico... acho show. Adorei o post, atual e de muito bom gosto. Uma ótima semana pra ti.

Camila disse...

Uhm... Gostei das fotos e dos estilos.
Gostei também de ficar sabendo de alguns termos.
Beijos.

Camila Amorim disse...

Adorei o post, arrasou!

A Bipolar disse...

ahhhh... eu queria saber me vestir... sou mto básica!!! quem sabe vc nao me ensina?? adoreii!!!
bjoss