terça-feira, 21 de setembro de 2010

Notebook

Olá meninas, como estão?

Vim pedir desculpas pela ausência no blog e dizer que em breve (beem breve) as coisas vão normalizar,
porque meu boyfriend me 'presenteou' com um notebook!
Poissssss é! :) Que delíciaaa. Agora vou poder ficar mais perto do blog e de vcs! xD
Estou só correndo atrás de um roteador, e assim que eu comprar e instalar, Prontooo! =D

Domingo passado saiu mais uma matéria minha no jornal O Liberal, aqui da cidade.
Mass, eu não consegui comprar. To tentando achar que assine e tenha guardado...
pq, se não... Hunfsss! fiquei sem!
Aí, se eu conseguir, vou fotografar e colocar aqui pra vcs verem.

Em novembro tem novidade... mas é segredo! rs Só em novembro! =D

E agora, vou indicar um filme que assisti no fds, simplesmente perfeito. Não é novo, acho que bastante gente já assistiu, mas se não assitiu, assistam:


Eu chorei o filme inteiro, tá que eu sou manteiga derretida de natureza, mas é uma história real de uma lealdade incrível. #ficaadica

E ótima terça a todas!

Beijos

;***

6 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

E o bacana é que o filme é sobre uma história que realmente aconteceu, o cãozinho Hachiko é muito famoso por aqui.
Em todo lugar tem uma homenagem a esse cão, como símbolo do amor deles pelos humanos.
bom dia

Vivi Ferreira disse...

amiga que coincidencia eu ganhei um notebook do meu namorado no findi tbm hahaha

ai e hachicko é lindo né? Sério, Lasse Hallstrom caprichou na mão desta vez, o filme é lindo!
bjussss

Yuki disse...

Como sou japonesa, sei muito bem da história (lá todos sabem). E realmente é lindo!! E o Hachiko é lindo né?!

Ps: fala pro seu namorado que ele está de parabéns viu! kk

Beijos!

http://blogfashion4fun.blogspot.com/

Casa Cor de Laranja disse...

Roberta!
Saudades de você!
Beijinho,
Rosana

Camila disse...

Oi, Roberta.
Já vi esse filme. É muito bonito, mesmo.
Como o Alexandre disse, é baseado em uma história real, que aconteceu no Japão. Primeiro foi filmado o filme Hachiko Monogatari, que é japomês, e depois a versão americana, Richard Geere.
Abraços.

Feeling what the other feels disse...

Oi Roberta, tentei encontrar a matéria no site, mas não tem :(! Eu fico feliz pelo presente. E por poder estar mais on aqui no blog. O filme é mesmo muito lindo. Eu já vi. E tbm indico. Beijo meu'.